Produção de frutos de tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill) em quatro sistemas de cultivo

Resumo

Avaliou-se o comportamento do tomateiro cv. Santa Clara em quatro sistemas de cultivo: estaqueado modificado (EM), estaqueado tradicional (ET), tutorado modificado (TM) e tutorado tradicional (TT). Na produção de frutos, precoce e total, foram feitas as seguintes classificações: produção comercial de frutos grandes (extra-AA, extra- A e extra), produção comercial de frutos pequenos (médio, pequeno e miúdo), produção de frutos defeituosos (sintomas de podridão apical, Alternaria ou danificados) e produção total de frutos. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições e parcelas com 30 plantas úteis. Em relação à produção precoce, os quatro sistemas não diferiram quanto à produção de frutos extra-AA e pequenos. Os tratamentos TM, TT e EM apresentaram as maiores produções de frutos extra-A e extra e o tratamento TM apresentou a maior produção de frutos grandes, sem, contudo, diferir significativamente de TT e EM. Nos tratamentos ET e TT houve maior incidência de Alternaría. Os tratamentos TM e TT apresentaram as maiores produções de frutos extra-AA e as menores produções de frutos médios e pequenos, enquanto EM e TM apresentaram os menores valores de frutos com sintomas de podridão apical, Alternaria solani e outros defeitos. Não houve diferença entre os tratamentos em relação às produções total e de frutos grandes. O sistema que apresentou a maior produção de frutos pequenos foi EM e, de frutos defeituosos, TT. Pode-se concluir que o tratamento TM foi o que teve de frutos grandes, não houve diferenças significativas dos demais. Em razão da necessidade de menor número de colheitas e pulverizações com defensivos, esse sistema apresenta as vantagens de exigir menores gastos com mão-de-obra e defensivos e, consequentemente, reduzir dos riscos de intoxicação do consumidor e dos trabalhadores rurais.
'Santa Clara' tomato production was compared under four different cultivation systems: staked modified (SM), staked traditional (ST), staked modified vertical (SMV), and staked traditional vertical (STV). Early and total fruit production was comprised of large commercial fruit (extra-AA, extra-A and extra), small commercial fruit (medium, small and smaller), defective fruit“ (fruits with symptons of early blight, blossom end rot) and also the total fruit yield. The experiment was arranged in a complete block design with four replications (thirty plants per plot).There was no significant difference for extra-AA and small for early fruit production among the four systems. The treatments SMV, STV and SM showed the highest extra-A and extra graded fruit yield and the treatment SMV had the highest large fruit yield, which, however, was not statistically significant when compared to treatments STV and SM. The treatments ST and STV showed the highest early blight defective fruit production.The SMV and STV treatments had the highest total yield of extra-AA fruits'and the lowest yields of medium and small fruit, while the SM and SMV had lower yields fruit presenting symptoms of early blight and other defects. There were no differences among the treatments in relation to total and large fruit yields. SM was the system with the largest (small fruit) yield and the STV system had more defective fruit. It can be concluded that treatment SMV had the best performance, presenting the highest early large fruit yields. There were no significant differences in the total and large fruit production. However, under the combination of lower number of harvests and chemical spraying, the SMV system shows the advantage of demanding less labor and use of Chemicals, thus reducing the risks of intoxication of workers and consumers.

Descrição

Palavras-chave

Tomateiro, Sistemas de cultivo

Citação

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por