Níveis de treonina digestível em rações para leitoas dos 15 aos 30 kg mantidas em ambiente de alta temperatura

Resumo

Este estudo foi realizado objetivando-se avaliar níveis de treonina digestível em rações para leitoas em crescimento mantidas em ambiente de alta temperatura. Foram utilizadas 70 leitoas mestiças com peso inicial de 14,9 ± 0,56 kg, distribuídas em delineamento de blocos ao acaso, com cinco tratamentos (níveis de treonina digestível), sete repetições e dois animais por unidade experimental. Os tratamentos corresponderam aos níveis de 0,538; 0,577; 0,614; 0,651 e 0,688% de treonina digestível na ração. O ganho de peso diário e o consumo médio diário de treonina aumentaram de forma linear com os níveis de treonina da ração, enquanto, o consumo diário de ração não foi influenciado pelos tratamentos. Embora a conversão alimentar tenha variado de forma linear com os tratamentos, por meio do modelo "Linear Response Plateau" (LRP), estimou-se em 0,587% o nível ótimo de treonina digestível na ração. As deposições diárias de proteína e gordura na carcaça dos animais não foram influenciadas pelos níveis de treonina da ração, que também não influenciaram os pesos absoluto e relativo dos órgãos avaliados. Concluiu-se que, para leitoas dos 15 aos 30 kg, mantidas em ambiente de alta temperatura, o nível de 0,587% de treonina digestível na ração proporcionou a melhor resposta de conversão alimentar, o que representa uma relação treonina:lisina digestível de 63%.
This trial was conducted to evaluate the dietary levels of digestible threonine for growing gilts on heat stress environment. Seventy crossbreed gilts averaging initial weight of 14.9 ± 0.56 kg were assigned to a complete randomized blocks design with five treatments (levels of digestible threonine) of seven replications (two animals per experimental unity). The treatments consisted of the following dietary digestible threonine levels: 0.538, 0.577, 0.614, 0.651, and 0.688%. Daily weight gain and threonine intake linearly increased as the dietary threonine level increased, whereas daily feed intake was not affected. Although feed:gain ratio linearly changed with the treatments, the best dietary digestible threonine level was estimated in 0.587%. Daily depositions of protein and fat in the carcass and absolute and relative weights of the evaluated organs were not affected by the treatments. It was concluded that gilts from 15 to 30 kg on heat stress environment require 0.587% of digestible threonine in the diet to obtain better feed:gain ratio, leading to a threonine digestible: digestible lysine ratio of 63%.

Descrição

Palavras-chave

Desempenho, Relação treonina:lisina digestível, Temperatura

Citação

Coleções

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por