Análise e sistematização das proposições sobre a extensão universitária brasileira

Imagem de Miniatura

Data

2003-08-28

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Viçosa

Resumo

O trabalho se apresenta como uma proposta de análise e sistematização das proposições sobre a extensão universitária pública brasileira, apresentadas por três interlocutores: o Fórum Nacional de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, alguns autores e algumas universidades públicas brasileiras (UFV, UFMG, UnB e UA). A escolha do primeiro interlocutor se deveu ao fato de ser o órgão normativo, responsável pela organização da extensão universitária pública brasileira. A escolha do segundo interlocutor ocorreu em função da acessibilidade deste pesquisador às investigações e aos estudos. A escolha do terceiro interlocutor se deu em razão da acessibilidade de dados: duas universidades representam a região sudeste, sendo uma tipicamente rural (a UFV), a outra urbana (UFMG); uma representante da região centro-oeste (a UnB) e uma representa a região norte do Brasil (a UA). A comparação entre esses três interlocutores possibilitou identificar como a extensão pública brasileira é pensada, de um lado, e como é implementada, de outro, além de conhecer as suas fragilidades, o que permite a reestruturação de ações, para fortalecer a interação entre a Universidade e a sociedade. Assim, o estudo se estrutura através de uma análise dos principais documentos produzidos pelo Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, passando pelas investigações e estudos sobre a extensão universitária pública brasileira, até alcançar as universidades públicas brasileiras. Ficou evidenciado pelas análises desenvolvidas neste estudo que as proposições desses três interlocutores acerca da extensão universitária pública brasileira são difusas, não havendo uma política de extensão universitária brasileira, além da centralização da extensão universitária pública brasileira nos limites acadêmicos da própria Universidade.
This work is a proposal to analyze and systematize propositions on the Brazilian Public University Extension Programs presented by three academic entities: the National Forum of Extension Deans of Brazilian Public Universities, some researchers and some Brazilian universities (UFV, UFMG, UnB and UA). The National Forum of Extension Deans was chosen because it is a normative organ in charge of organizing the Brazilian Public University Extension Program. The second choice was made because of the access researchers have to investigations and studies. The third choice was due to university data availability: two of the universities chosen represent the southeastern region, one being typically rural (UFV) and another urban (UFMG); one representing the Midwest (UnB) and one the Northern region (UA). Comparing these three propositions has led not only to an understanding of the Brazilian public extension planning but also of its implementation, besides providing an insight on its weaknesses, thus allowing a restructuring of the actions needed to strengthen a university x society interaction. Thus, this study analyzes the main documents provided by the National Forum of Extension Deans, the investigations and studies conducted on the Brazilian public university extension programs and the Brazilian public universities proper. It became evident that the propositions presented on the Brazilian Extension Program are diffuse, revealing a lack of a national university extension policy, which is limited to the academic boundaries of each university.

Descrição

Palavras-chave

Universidade públicas brasileiras, extensão

Citação

TORRES, Alex Fabiani de Brito. Análise e sistematização das proposições sobre a extensão universitária brasileira. 2003. 206 f. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.

Coleções

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por