Eventos extremos de precipitação nas bacias hidrográficas dos rios Doce e Paraíba do Sul

Imagem de Miniatura

Data

2019-02-27

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Em cenários de mudanças climáticas os eventos extremos de curta duração, tais como chuvas intensas, períodos secos e temporais tendem a se tomar mais frequentes, fato que já vem sendo observado desde a segunda metade do século XX. Os extremos hidrológicos, especialmente de seca, aumentam a incerteza ou o risco na gestão de recursos hídricos, pois a gestão da oferta é diretamente afetada, prejudicando assim o abastecimento nos usos múltiplos. Neste sentido, as tendências observadas em extremos de precipitação nas bacias hidrográficas dos rios Doce e Paraiba do Sul foram caracterizadas para o período de 1980 a 2015. Foram analisadas a climatologia das bacias hidrográficas e 9 índices de precipitação propostos pelo Expert Team on Climate Change Detection Monitoring and Indices (ETCCDMI), em seguida foram aplicados os testes não-paramétricos Mann- Kendalle o Estimador de tendência linear Sen. Por meio de inferência visual foi realizada a associação da média dos índices de precipitação com os anos de ocorrência do El Niño Oscilação Sul. Na bacia hidrográfica do rio Doce foi observada uma tendência clara de que a precipitação total anual em dias umidos (PRCPTOT) diminuiu, ao passo que os dias secos consecutivos (CDD) aumentaram, principalmente na porção norte da bacia hidrográfica, tendo como indícios que a precipitação se concentra em um período de tempo mais curto, sendo também mais intensa. Na bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul, a análise não revela uma mudança clara e abrangente na tendência dos índices, mas é possível identificar uma diminuição estatisticamente significativa da intensidade diária da precipitação (SDII). Em geral, observa- se uma tendência crescente (decrescente) nos índices referentes ao excesso de precipitação na porção norte (sul) da bacia. Além disso foi identificada a variabilidade interanual dos índices extremos de precipitação em ambas as bacias hidrográficas, sendo os mesmos sensíveis à episódios isolados do El Niño Oscilação Sul.
In scenarios of climate change, extreme events, such as heavy rain, dry periods and storms tend to become more frequent, a fact that has been observed since the second half of the 20th century. Hydrological extremes, especially drought, increase the uncertainty orrisk in the managementof water resources, for the management of the offer is directly affected, hindering the supply in multiple uses. In this sense, the trends in extreme precipitation in the Paraíba do Suland Doceriver basins were characterized forthe period of 1980 to 2015. We analyzed the river basin climatology and 9 precipitation indices proposed by the Expert Team on Climate Change Detection Monitoring and Indices (ETCCDMI), then applied the non -parametric Mann-Kendall and the estimator lineartrend Sen through visual inference was held the membership average precipitation indices with the occurrence of the El Niño Southem Oscillation. In the Doce river basin was observed a clear trend that the annual total precipitation in days with high humidity (PRCPTOT) decreased, while the consecutive dry days (CDD) increased, especially in the northem portion of the watershed, with evidence that the rainfall concentrates in a shorter period of time, beingalso more intense. In the Paraíba do Sulriver basin, the analysis does notreveal a clear and comprehensive changein thetrend of the indexes, but it is possible to identify a statistically significant decrease in daily rainfall intensity (SDII). In general, there is an increase (decrease) indices for the excessive rainfall in the northem portion (south) of this basin. In addition the interannual variability has been identified extreme precipitation indices in both hydrographicbasins, beingthe same sensitiveto single episodes ofthe El Niño Southem Oscillation.

Descrição

Palavras-chave

Citação

FERREIRA, Gabriela Regina. Eventos extremos de precipitação nas bacias hidrográficas dos rios Doce e Paraíba do Sul. 2019. 34 f. Dissertação (Doutorado em Meteorologia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2019.

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por