Zootecnia

URI permanente para esta coleçãohttps://locus.ufv.br/handle/123456789/176

Navegar

Resultados da Pesquisa

Agora exibindo 1 - 10 de 1181
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Suplementação de ácido guanidinoacético e de lignina purificada para frangos de corte
    (Universidade Federal de Viçosa, 2024-03-21) Salgado, Hallef Rieger; Calderano, Arele Arlindo; 567416368963425
    Dois experimentos foram conduzidos com objetivo de avaliar os efeitos da suplementação de ácido guanidinoacético (AGA) e de lignina purificada no desempenho e nas respostas fisiológicas de frangos de corte criados do primeiro ao 42º dia de idade. No experimento I, distribui-se um total de 1280 pintos machos (Cobb 500®) em um delineamento inteiramente casualizado com oito tratamentos, oito repetições e vinte aves por unidade experimental. Os tratamentos basearam-se nos níveis de energia metabolizável (EM) da dieta, sendo: (2775- 2875-2975 kcal/kg; 2850-2950-3050 kcal/kg; 2925-3025-3125 kcal/kg; ou 3000-3100-3200 kcal/kg, dos 1 a 7, 8 a 21 e 22 a 42 dias de idade) e na inclusão de AGA (0 ou 600 mg/kg). O objetivo deste trabalho foi avaliar como o AGA afeta o desempenho e estimar uma equivalência em energia metabolizável (EM). Os resultados foram: 1) a suplementação de AGA aumentou o ganho de peso (GP) em frangos de corte em um nível de energia de 2908 kcal/kg e melhorou a conversão alimentar (CA) em níveis de energia de 2908 e 2983 kcal/kg; 2) observou-se uma redução linear no consumo de ração (CR) e uma melhora na CA dos frangos de corte com o aumento dos níveis de energia nas dietas, com e sem adição de AGA; e 3) foi estimada uma equivalência de AGA de 133, 103, 74 e 44 kcal/kg de ração. Concluiu-se que a suplementação de AGA melhora a eficiência de utilização de energia dos frangos de corte e que 600 mg/kg apresenta equivalência média de EM de 88,5 kcal/kg. No experimento II, distribui-se um total de 1000 pintos machos (Cobb 500®) em um delineamento inteiramente casualizado com cinco tratamentos, dez repetições e vinte animais por unidade experimental. Os tratamentos basearam-se em um dieta à base de milho e farelo de soja, sendo: T1: Ração basal + antibiótico avilamicina a 10% (controle positivo); T2: Ração basal sem suplementação de antibiótico ou lignina purificada (controle negativo); T3: Ração basal + 0,1% de lignina purificada; T4: Ração basal + 0,2% de lignina purificada; T5: Ração Basal + 0,5% de lignina purificada. O objetivo foi avaliar a suplementação de lignina em diferentes níveis como alternativa ao uso do antibiótico avilamicina, no desempenho produtivo, rendimento de carcaça e partes (peito, coxa e sobrecoxa, e gordura abdominal), peso relativo dos órgãos linfoides (bursa de Fabricius e baço) e fígado, níveis séricos de malondialdéido (MDA) e expressão de mRNA de fator nuclear kappa B (NF- κB) e enzimas antioxidantes glutationa peroxidase (GPX) e superóxido dismutase(SOD1),em frangos de corte criados sob desafio sanitário. Para todas variáveis estudadas não foram observados efeitos significativos dos tratamentos. Concluiu-se que a suplementação de lignina purificada nos níveis de 0,1%, 0,2% e 0,5%, assim como a avilamicina 10%, não melhorou o desempenho nem as respostas antioxidantes em frangos de corte. Palavras-chave: Aditivo; Antioxidantes; Energia metabolizável
  • Imagem de Miniatura
    Item
    .Avaliação do estresse no periparto de vacas nelore de diferentes ordens de parto em pastejo
    (Universidade Federal de Viçosa, 2024-02-29) Rodrigues, Isabela Iria; Rennó, Luciana Navajas; 4159925123262773
    O período periparturiente é comumente conhecido por mudanças fisiológicas, que são desencadeadas pelo final da gestação e parto, dois eventos considerados estressores. Dados que correlacionam biomarcadores de estresse com a ordem de parto no periparto são escassos. É necessário desenvolver estudos que esclareçam o impacto do estresse doperiparto em vacas de corte em pastejo e o efeito das diferentes ordens de parto na magnitude do estresse nesse período. Portanto, o objetivo é avaliar o estresse no peripartode fêmeas Nelore em pastejo de diferentes ordens de parto. Foram utilizadas 76 fêmeas Nelore gestantes, 38 primíparas e 38 pluríparas, oriundas de três estudos desenvolvidos em três anos. Considerando o dia 0 como dia do parto, amostras de sangue foram coletadas das vacas nos dias -7, 0, 7 e 14, para análise das concentrações de cortisol, glicose, ceruloplasmina, haptoglobina, ácidos graxos não esterificados (AGNE), proteínas totais e albumina. As globulinas foram calculadas pela diferença entre proteínastotais e albumina. A concentração sérica de cortisol diferiu entre as ordens de parto (P = 0,041) e dias relativos ao parto (P < 0,0001), sendo superior para as primíparas em relação as pluríparas. Houve interação entre ordens de parto e os dias relativos ao parto para a glicose e ceruloplasmina sanguíneas (P=0,017; P=0,005, respectivamente). Nos dias -7 e0, os dois biomarcadores foram superiores em primíparas. A concentração de haptoglobina não apresentou efeito de ordem de parto, dias relativos ao parto ou interação(P ≥ 0,176). Houve interação ordem de parto e dias relativos ao parto para AGNE (P=0,022), sendo que as concentrações no dia 7 foram superiores para as primíparas (P=0,001). Para as proteínas totais e globulinas obtiveram interação significativa entre ordem de parto e dias relativos ao parto(P=0,014; P=0,049, respectivamente). No dia 0 e no dia 7, as pluríparas apresentaram concentrações mais elevadas (P = 0,004) para proteínas totais e nos dias -7, dia 0 e no dia 7 (P≤0,049) as pluríparas foram superiores para em relação as globulinas. Houve interação significativa entre as ordens de parto e os dias relativos ao parto para albumina (P=0,028), porém, o desmembramento da interaçãonão revelou diferenças entre as ordens de parto (P≥0,114). As primíparas apresentam maiores concentrações de cortisol, glicose, ceruloplasmina e ácidos graxos não esterificados, e as pluríparas maiores concentrações de proteína total e globulinas. Embora as pluríparas também experimentem alterações fisiológicas, primíparas manifestam em maior intensidade os efeitos negativos provocados pelo estresse no periparto. Palavras Chaves: Cortisol; Parto; Pluríparas; Primíparas; Proteínas de fase aguda
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Investigating the genetic architecture of heat stress response and related traits in pig populations
    (Universidade Federal de Viçosa, 2024-03-04) Oliveira, Letícia Fernanda de; Veroneze, Renata; http://lattes.cnpq.br/9898894228751741
    Global warming presents a significant challenge to livestock production, impacting animal welfare and performance. The resulting increase in temperatures promotes heat stress (HS) as a major concern in animal production, highlighting the need to breed for more resilient animals. Enhancing heat tolerance could improve animals’ ability to cope with HS conditions. To make genetic progress in HS resilience, it is crucial to understand the genetic architecture of traits related to resilience and the genetic mechanisms underlying the heat stress response. This study aimed to investigate the genetic architecture of HS response indicators and related traits in pigs, with three main objectives. First, to assess the impact of non-additive genetic effects on variance components estimation in two independent datasets: crossbred and purebred populations, and in genomic prediction in a purebred population. Second, to identify genomic regions, candidate genes, and potential pleiotropic variants significantly associated with indicators of HS response in lactating sows using imputed whole-genome sequence (WGS) data. Third, to detect copy number variations (CNVs) and CNV regions (CNVRs) in pigs and explore their associations with physiological and anatomical indicators of HS response measured in crossbred (Large White x Landrace) lactating sows. The inclusion of non- additive genetic effects in the models did not improve the accuracy of genomic breeding values for performance traits in purebred pigs. However, there was a significant re- ranking of selection candidates depending on the model fitted. Low non-additive genetic variance estimates were observed for most heat tolerance indicators in crossbred pigs, except for the panting score and hair density. Physiological and anatomical indicators of HS response in lactating sows were found to have additive genetic variation but they are highly polygenic. Candidate genes associated with heat shock protein activities, immune response, and cellular oxidative stress were identified, indicating their importance in HS response. Various CNVs and CNVRs were identified in the genome of the crossbred pig population evaluated. Fifteen CNVRs were significantly associated with physiological and anatomical indicators of HS response in lactating sows. Several genes involved in immune and stress responses overlapped with the CNVRs, suggesting that these CNVRs might contribute to climatic resilience in pigs during the lactation stage. Keywords: climatic resilience; genomic prediction; non-additive genetic effects; pleiotropy; genome-wide association study; copy number variation.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Qualidade da silagem de capim-elefante colhido em diferentes horários e idades de rebrotação
    (Universidade Federal de Viçosa, 2017-07-21) Silveira, Tâmara Chagas da; Ribeiro, Karina Guimarães; http://lattes.cnpq.br/1455764924568604
    O experimento foi conduzido no Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa (DZO), UFV, campus de Viçosa. Foram realizados dois experimentos, em duas áreas experimentais (DZO, experimento 1 e UEPE GL, experimento 2), nas quais foi colhido o capim-elefante para ensilagem. Avaliou-se composição química, perfil fermentativo e população de micro-organismos de silagens de capim-elefante colhido em diferentes horários do dia e idades de rebrotação. Os tratamentos foram dispostos em esquema fatorial 2 × 2, sendo dois horários de colheita do capim-elefante (8 e 14 horas) e duas idades de rebrotação (8 e 16 semanas), no delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, em ambos experimentos, totalizando 16 unidades experimentais por experimento. Após a colheita, o capim-elefante foi picado em máquina forrageira estacionária e ensilado em baldes com capacidade para 12 kg, os quais foram abertos 60 dias após a ensilagem. No experimento 1, as silagens produzidas às 14 horas ou com 8 semanas de rebrotação apresentaram menores valores (P<0,05) de pH. O maior teor de ácido lático (P<0,05) foi observado na silagem produzida às 14 horas e com 8 semanas. Para o nitrogênio amoniacal (NH 3 /NT), os menores valores (P<0,05) foram obtidos nas silagens produzidas com plantas colhidas com 16 semanas e às 14 horas. As silagens produzidas às 14 horas, nas duas idades de rebrotação, e as produzidas com plantas com 16 semanas, nos dois horários de colheita, apresentaram maiores teores de MS. Foram verificados (P<0,05) menores teores de proteína bruta (PB) nas silagens produzidas às 14 horas, nas duas idades de rebrotação. As silagens de capim-elefante colhido com 16 semanas apresentaram maiores teores de fibra em detergente neutro corrigida para cinza e proteína (FDNcp) e menor digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) em relação às silagens de plantas colhidas com 8 semanas. No experimento 2, as silagens produzidas às 14 horas apresentaram valores inferiores de pH, quando comparadas às silagens produzidas às 8 horas, independente do horário. Maiores teores de ácido lático foram obtidos nas silagens de capim-elefante com 8 semanas de rebrotação Com 16 semanas, o maior teor de ácido lático foi observado nas silagens produzidas às 14 horas, relativamente às 8 horas. Observou-se vmenor concentração de nitrogênio amoniacal nas silagens quando as plantas foram colhidas às 14 horas, relativamente àquelas colhidas às 8 horas. Maiores teores de PB foram obtidos com silagens de plantas colhidas às 14 horas, em ambas idades de rebrotação. O capim-elefante colhido às 14 h ou com 16 semanas produziu silagens com maiores teores de MS. Silagens produzidas às 8 horas ou com 16 semanas apresentaram os mais altos teores de FDNcp. Verificaram-se maiores coeficientes de DIVMS (P<0,05) nas silagens produzidas às 14 horas, em ambas idades (Tabela 9). Silagens produzidas às 14 horas, no geral, foram classificadas pelo sistema de avaliação Flieg’s Point como silagens de muito boa qualidade de fermentação. A ensilagem de capim- elefante com 8 semanas de rebrotação e às 14 horas melhora o perfil fermentativo e valor nutritivo de suas silagens.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Genetic effects of double muscle and slick hair mutations on selection criteria and genomic study for water efficiency in senepol cattle
    (Universidade Federal de Viçosa, 2024-02-19) Souza, Christhian Borges de; Guimarães, Simone Eliza Facioni; http://lattes.cnpq.br/0695446239276182
    Concerns about climate change, water resources, and scarcity encourage new research and solutions in all industry sectors, and the livestock is no exception. The possibility of practicing genetic selection to reduce the water footprint of beef may be a viable alternative. However, the inclusion of new traits in breeding programs requires a prior study of their impact on already established traits such as weight gain. Thus, the aim of this study was to describe the genetic parameters of water efficiency measures and conduct a Genome-Wide Association Study (GWAS), as well as Post-GWAS, to assess the effect of Double Muscle (DM) and Slick Hair mutations on selection criteria. Data were provided by the Brazilian Association of Senepol Cattle Breeders - ABCB Senepol and the Embrapa Geneplus Program. It was observed that individuals carrying Slick Hair and not carrying DM are the most recommended. Heritability averages were found for water efficiency measures, and the phenotypic correlation values between weight gain and residual water intake were null. In addition, showed a genetic association of medium to high magnitude with residual feed intake, making them more attractive for selection. This is different from gross measurements that demonstrate a medium to high genetic association with weight gain. Water intake and dry matter intake demonstrated high genetic association (0.85). Only for water conversion ratio were significant SNPs found, reinforcing the polygenic nature of these traits. Enrichment analyses revealed that various biological processes are involved in the expression of this phenotype. In general, there is genetic variability for water efficiency selection; these traits demonstrate a polygenic nature, and several biological processes linked to saliva production, heat stress, water transport, imune sistem, lipid metabolism and oxidoreductase activity are involved with phenotype. Keywords: Adapted Taurine. Genetic Parameters. Genome Wide Association Study. Post-GWAS.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Efeito de enzimas exógenas em silagem de sorgo exclusiva ou na forma de ração em mistura total sobre o perfil fermentativo e desempenho de cordeiros
    (Universidade Federal de Viçosa, 2023-07-04) Santos, Hosnerson Renan de Oliveira; Pereira, Odilon Gomes; http://lattes.cnpq.br/0312456933054146
    Esta tese foi dividida em dois capítulos: Capitulo 1 – Objetivou-se avaliar o efeito de doses crescentes de um blend enzimático (BENZ) em silagem de sorgo biomassa. Foi usado o delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e quatro repetições. As doses de BENZ avaliadas foram: 0; 3; 6 e 9 g/kg de matéria seca (MS). As variáveis pH e carboidratos solúveis em água (CHOs) ajustaram-se a modelos lineares decrescente (P = 0,010) e crescente (P = 0,001), respectivamente. A concentração de N-NH3 (g/kg NT) não se ajustou a nenhuma equação (P > 0,05). Os teores de FDN, FDA, hemicelulose, celulose, lignina e FDNcp ajustaram-se ao modelo linear decrescente (P < 0,05) em função das doses de BENZ. Não houve efeito (P > 0,05) das doses de BENZ sobre a população de bactérias do ácido lático (BAL), fungos filamentosos (FUN) e leveduras (LEV), com valores médios de 8,26; 2,24 e 3,59 log ufc/g, respectivamente. Para os parâmetros da degradabilidade da MS, a fração ‘‘a’’ (fração solúvel) e a degradabilidade efetiva a 8%/h ajustaram-se ao modelo quadrático (P = 0,03), a fração ‘‘b’’ e a degradabilidade potencial ajustaram-se ao modelo linear crescente (P < 0,05), enquanto que a fração ‘‘c’’ e a degradabilidade efetiva a 5%/h, ajustaram-se ao modelo linear decrescente (P < 0,05). Não houve efeito (P > 0,05) das doses de BENZ para as variáveis da degradabilidade da FDN, fração ‘‘b’’ (potencialmente degradável) e ‘‘I’’ (indigestível) das silagens. O uso de BENZ altera positivamente o perfil fermentativo, resulta em menores valores da fração fibrosa, e maiores valores da fração potencialmente digestível e da degradabilidade potencial, no entanto, não apresenta efeito sobre a degradabilidade da FDN. Assim, recomenda- se a adição de 9 g/kg MS de BENZ-9 na ensilagem de sorgo biomassa AGRI 002E. Capítulo 2 – Objetivou-se avaliar o efeito de dois métodos de aplicação de enzimas fibrolíticas na silagem de ração em mistura total à base de sorgo forrageiro. Foi utilizado o delineamento inteiramente casualizado com três tratamentos e oito repetições. Foram utilizados 24 cordeiros F1 Santa Inês × Dorper, com peso médio de 24,91 ± 3,52 kg. Os tratamentos corresponderam a silagem de dieta completa (TMR), contendo sorgo forrageiro como fonte de forragem, sem aplicação de enzimas fibrolíticas (ENZF) (TMR-SE), silagem de TMR com aplicação de ENZF no momento da ensilagem (TMR-EE), e silagem de TMR com aplicação de ENZF no momento da alimentação dos animais (TMR-ET). Não houve efeito de tratamento (P > 0,05) sobre consumo de MS, matéria orgânica (MO), PB, fibra em detergente neutro corrigido para cinzas e proteína (FDNcp), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), extrato etéreo (EE), carboidratos não-fibrosos (CNF) e nutrientes digestíveis totais (NDT), apresentando valores médios de 1314,5; 1228,9; 184,6; 363,1; 122,8; 41,39; 675,1; 890,4 g/dia, respectivamente. Também não houve efeito (P > 0,05) de tratamento sobre a digestibilidade total da MS, MO, PB, FDNcp, EE, CNF, apresentando valores médios de 652,38; 675,28; 634,93; 365,37; 885,79; 836,70 g/kg MS, respectivamente. O desempenho animal também não foi influenciado (P > 0,05) pela forma de aplicação de ENZF. A adição de enzimas fibrolíticas exógenas em silagem de TMR à base de sorgo forrageiro, na ocasião da ensilagem ou no momento de alimentação dos animais, não altera o consumo, nem a digestibilidade dos nutrientes. Palavras-chave: Enzimas fibrolíticas; Consumo de nutrientes; Digestibilidade; Sorgo boliviano.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Macauba (Acrocomia aculeata) pulp as an alternative feedstuff in growing-finishing pig nutrition
    (Universidade Federal de Viçosa, 2023-11-13) Moreira, Vinícius Eduardo; Saraiva, Alysson; http://lattes.cnpq.br/2565846201660829
    Traditional feed grains have historically formed the basis of pig diets. However, their limitations in terms of resource availability, cost volatility, and environmental impact have fueled a growing interest in alternative feed sources. In this pursuit, macauba pulp (Acrocomia aculeata), a coproduct of biodiesel production, emerges as a promising candidate that warrants thorough investigation for its potential to revolutionize pig nutrition and production. Thus, our study sought to optimize pig nutrition by strategically incorporating macauba pulp into their diets. Two studies were designed to guide our investigation. In study I, we aimed to evaluate the balance and digestibility of dry matter (DM), crude protein (CP), nitrogen (N), and energy of macauba pulp in finishing pig diets. By understanding the nutritional interaction between this feedstuff and pig digestive processes, we intend to provide valuable insights so that macauba pulp can be used as an alternative ingredient in pig diets. In study II, we investigated the effects of partially replacing corn with macauba pulp on the growth performance, carcass characteristics and pork quality of growing-finishing pigs; and whether differences in residual feed intake breeding values could influence pigs’ growth responses to macauba pulp dietary inclusion. We intended to uncover whether certain genetic backgrounds may synergize more effectively with macauba pulp, potentially opening new avenues for precision feeding strategies. In study I, twenty-four finishing barrows (66.3 ± 0.7 kg BW) were individually housed in suspended metabolism crates allotted in two climatic-controlled rooms. The digestibility assay was conducted in a randomized complete block design, comprising two blocks (climatic-controlled rooms), four dietary treatments, and six replicates per treatment. The reference diet (RD) was a complete corn-soybean meal diet formulated to meet or exceed the nutritional requirements of finishing barrows with high genetic potential with regular- medium performance, while the test diets varied in proportions of RD and macauba pulp: 950 g/kg of RD and 50 g/kg (MAC50), 900 g/kg of RD and 100 g/kg (MAC100), and 850 g/kg of RD and 150 g/kg (MAC150). The 12-day experimental period consisted of a 7-day adaptation period followed by a 5-day quantitative collection period. Urine and fecal materials were collected using the marker-to-marker approach. In study II, a total of 282 (34.8 ± 4.40 kg) pigs (barrows and gilts), progeny of sires with high (HRFI) or low (LRFI) breeding value for residual feed intake, were pair-housed in a 2 × 2 × 2 factorial design based on sex, breeding value, and initial BW. Diets with 50 g/kg of macauba pulp inclusion (macauba) or without (control) were randomly assigned to experimental pens. Thus, eight treatment groups were formed: HRFI barrows fed the control diet; HRFI barrows fed the macauba diet; LRFI barrows fed the control diet; LRFI barrows fed the macauba diet; HRFI female pigs fed the control diet; HRFI female pigs fed the macauba diet; LRFI female pigs fed the control diet; and LRFI female pigs fed the macauba diet. The trial, lasting 90 days, comprised four phases: growing phase 1 (G1), growing phase 2 (G2), finishing phase 1 (F1), and finishing phase 2 (F2). In study I, pigs fed RD had lower (p < 0.01) fecal excretion of DM and CP compared to pigs fed MAC100 and MAC150. Fecal energy excretion was higher (p < 0.01) in macauba fed pigs than in pigs fed RD. Digestible and metabolizable energies in RD were higher (p < 0.01) than in MAC100 and MAC150. The apparent total tract digestibility (ATTD) of dry matter and gross energy was lower (p < 0.01) in MAC50, MAC100, and MAC150 than in RD. The ATTD of protein in pigs fed RD was higher (p < 0.01) than in pigs fed MAC100 and MAC150, although not differing from pigs fed MAC50. Pigs fed RD had lower (p < 0.01) fecal N excretion than pigs fed MAC100 and MAC150 but did not differ from MAC50. The ATTD of N in RD was higher (p < 0.01) than in MAC100 and MAC150 and did not differ from MAC50. The present study indicates that up to 50g/kg macauba pulp can be used in the diets of finishing pigs without affecting the energy partitioning, ATTD of protein, and N utilization. In addition, including macauba pulp in corn-soybean meal based diets lowers the urinary-to-fecal N excretion ratio. In study II, there was no interaction between sex, breeding value, and diet for performance, carcass, and pork traits. Barrows outperformed female pigs in feed intake (ADFI), daily gain (ADG), feed conversion rate (FCR), and final body weight. The breeding value had no effect on performance measurements. The inclusion of macauba pulp in pig diets did not affect any growth parameter during G1, G2 and F1 phases. However, reduced ADFI and improved FCR were observed in F2. Female pigs had lower backfat thickness (BF) and higher loin eye area (LEA) than barrows. HRFI pigs had higher hot carcass weight, LEA, and lower BF than LRFI pigs. There was no effect of macauba pulp inclusion on carcass traits. Pork from barrows presented lower Warner–Bratzler shear force and higher fat content than pork from females. There was no effect of breeding value on pork traits. Pork from pigs fed the macauba diet showed lower moisture content and water-holding capacity but tenderness and color was not affected by this substitution. In conclusion, the inclusion of 50 g/kg of macauba pulp in the pigs’ diets did not affect any growth parameter during G1, G2 and F1 phases. However, reduced average daily feed intake and improved feed conversion rate were observed in F2. Regardless of sex and breeding value for RFI, pigs responded similarly to macauba pulp inclusion in their diets. Keywords: Swine; Biofuels coproducts; Feed efficiency; Palm; Alternative feedstuff.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Sobressemeadura de gramíneas de inverno como opção para pastejo
    (Universidade Federal de Viçosa, 2014-10-06) Moura, Bruno de Castro; Ribeiro, Karina Guimarães; http://lattes.cnpq.br/6139383080994227
    Para que uma forrageira possa mostrar o máximo potencial produtivo, é imprescindível respeitar suas exigências nutricionais e de clima. Os volumes pluviométricos do Sudeste do Brasil, assim como as baixas temperaturas, não são suficientes para obter o máximo desenvolvimento das forrageiras de clima tropical. As forrageiras de clima temperado, como a aveia e o azevém, podem ser utilizadas para suprir o déficit de alimento no período da entressafra, uma vez que suas características permitem seu desenvolvimento em temperaturas mais baixas, fazendo-se uso da irrigação. A sobressemeadura de espécies de inverno em áreas formadas com espécies perenes é uma opção para aumentar o valor nutritivo da forragem durante a estação fria e seca do ano. A aveia preta é uma das gramíneas anuais mais utilizadas, por apresentar boa rusticidade e resistência ao déficit hídrico, excelente perfilhamento e produção de massa verde e ser superior às aveias brancas e amarelas. O azevém apresenta duas espécies de larga utilização, perene e anual, sendo que esta última praticamente não é utilizada no Brasil. A produção de forragem do azevém pode chegar a 10 t.ha -1 , dependendo da adubação e o manejo. Apresenta excelente capacidade de rebrotação, alta taxa de lotação animal, bom valor nutricional e excelente palatabilidade. Assim, a sobressemeadura poderia ser realizada em pastagens tropicais ou onde se produz silagem de milho e geralmente a área fica em pousio após a colheita. Portanto, a utilização de aveia preta e do azevém constitui boa estratégia de utilização dessas áreas.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Silagem de capim-braquiária consorciado com calopogônio ou adubado com nitrogênio, com inoculante microbiano
    (Universidade Federal de Viçosa, 2022-07-20) Silveira, Tâmara Chagas da; Ribeiro, Karina Guimarães; http://lattes.cnpq.br/1455764924568604
    Foram conduzidos dois ensaios para avaliação do valor nutritivo e do perfil fermentativo de silagens de capim-braquiária (Urochloa decumbens Stapf cv. Basilisk), adubado com nitrogênio ou consorciado com calopogônio (Calopogonium mucunoides), com ou sem o uso de inoculante microbiano. O experimento foi conduzido na Unidade de Ensino Pesquisa e Extensão em Forragicultura (UEPE- Forragicultura) do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal de Viçosa- UFV, Campus de Viçosa. O experimento foi conduzido em esquema fatorial 4 × 2, sendo o capim-braquiária manejado sem aplicação de N (controle, 0N), adubado com 50 kg/ha de N (50N), adubado com 100 kg/ha de N (100N), e, em consórcio com calopogônio (LEG), com inoculante (CI) e sem inoculante (SI), no delineamento em blocos casualizados, com duas repetições de área e duas repetições de tratamento por bloco. Ensaio 2018 - O inoculante reduziu a concentração de ácido acético (AA) nas silagens do tratamento 100N (20,1 g kg -1 de MS para 12,8 g kg -1 de MS). A menor concentração de ácido butírico (AB) (2,33 g kg -1 de MS) foi observada na silagem de capim-braquiária adubado com 100 kg de N, sem inoculante, enquanto que, nas silagens inoculadas, os tratamentos 50N e LEG proporcionaram menores concentrações de AB em relação ao controle, sem diferirem de 100N. Silagem do tratamento 50N, não inoculada, manteve mais baixa concentração de N-NH 3 em relação aos demais. O maior valor de nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA) foi observado em silagens do tratamento 100N, quando inoculada. O uso de inoculante aumentou os valores da proteína verdadeira de rápida degradação (B1) nas silagens 50N, 100N e LEG. Maior valor da proteína indigestível (C), foi observado em silagem 0N inoculada, relativamente a não inoculada. Ensaio 2019 - O uso de inoculante reduziu a população de mofo nas silagens. Maior concentração de PB (72,0 g kg de MS) e mais baixa concentração de NIDA foi observada em silagens produzidas com o capim-braquiária adubado com 100 kg de N (100N). As silagens inoculadas apresentaram maior concentração de PB e mais baixa de NIDA. Maiores valores da fração A foram observados nas silagens com manejos 100N e LEG. Silagensinoculadas apresentaram maiores concentrações da fração B1 e menores concentrações da fração C. O inoculante aumentou a fração da proteína verdadeira de degradação intermediária (B2) na silagem de capim-braquiária adubado com 100 kg de N e reduziu na LEG. A adubação nitrogenada e o uso de inoculante microbiano melhoraram as características fermentativas e a composição química de silagens de capim-braquiária. Palavras-chave: Calopogonium mucunoides. Degradabilidade in situ. Frações proteicas. Perfil fermentativo. Urochloa decumbens.
  • Imagem de Miniatura
    Item
    Uso de Lentilactobacillus buchneri e enzimas fibrolíticas na silagem de sorgo
    (Universidade Federal de Viçosa, 2023-05-12) Teixeira, Thiago Neves; Pereira, Odilon Gomes
    Objetivou-se avaliar os efeitos da inoculação com Lentilactobacillus buchneri associada à aplicação de enzimas fibrolíticas sobre o perfil fermentativo, composição química, perdas, estabilidade aeróbia e digestibilidade in-vitro da matéria seca (DIVMS) e da fibra insolúvel em detergente neutro (DIVFDN) de silagem de sorgo, em dois cortes distintos. O experimento foi conduzido em um esquema fatorial 2×4 (dois cortes e quatro aditivos), em delineamento inteiramente casualizado, com cinco repetições. Os aditivos avaliados foram: Controle (sem inoculante e sem enzimas); Enzimas fibrolíticas; Inoculante microbiano comercial; e Combo (enzimas + inoculante). O inoculante usado foi o Lalsil AS, que possui em sua composição a cepa Lentilactobacillus buchneri CNCM I-4323. O aditivo enzimático foi constituido de um complexo enzimático à base de Celulase, β-glucanase e Xilanase. Os silos foram abertos após 90 dias de fermentação. Foi observado efeito da interação Corte × aditivo (C×A) (P≤0,05) sobre os teores de MS, MM, PB, CHOs, pH, BAL e RMS. Independente do aditivo usado, observou-se menor teor de PB e BAL no segundo corte, comparado ao primeiro. Em ambos os cortes as silagens que receberam inoculante e combo apresentaram maior população de BAL. As silagens apresentaram menor população de leveduras no corte 1, comparado ao 2 (4,01 x 4,47log UFC/g). Comportamento semelhante foi observado para a concentração de amônia (5,66 x 8,46 % NT). Os teores de FDNcp, FDAcp e lignina foram superiores nas silagens produzidas no primeiro corte. A hemicelulose não foi afetada (P>0,05) pelos fatores em estudo, nem pela interação destes, apresentando valor médio de 28,52%. No primeiro corte foi registrado maior estabilidade aeróbia na silagem tratada com inoculante em relação ao controle, enquanto no segundo corte, as silagens tratadas com inoculante e combo apresentaram maior estabilidade aeróbia em relação às silagens controle e tratadas com enzimas. Conclui-se, que o uso de Lentilactobacillus buchneri na ensilagem de sorgo melhorou a estabilidade aeróbia da silagem. No entanto, o complexo enzimático exclusivo ou associado com inoculante não promoveu melhorias na DIVMS e DIVFDN. Palavras-chave: Aditivos enzimáticos, inoculantes microbianos, conservação.