Asteraceae Martinov. em um fragmento florestal, Viçosa, Minas Gerais, Brasil: florística e aspectos reprodutivos

Imagem de Miniatura

Data

2006-02-22

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Este trabalho consiste no estudo florístico e taxonômico, bem como fenologia reprodutiva, morfologia de capítulos, sistema sexual e visitantes florais das espécies pertencentes as Asteraceae na Estação de Pesquisa, Treinamento e Educação Ambiental Mata do Paraíso. As coletas foram realizadas quinzenalmente, no período de setembro de 2004 a setembro de 2005. O material coletado foi herborizado de acordo com as técnicas usuais e incluído no acervo do herbário VIC, do Departamento de Biologia Vegetal da Universidade Federal de Viçosa. A determinação das espécies foi realizada mediante literatura especializada, consulta ao herbário e especialistas. Foram registrados, quinzenalmente, nas espécies estudadas, os períodos de floração (presença de botões florais e flores abertas) e de frutificação (diásporos em fase de dispersão). Para análise morfológica dos capítulos estes foram acondicionados em álcool 70%. A floração e morfologia dos capítulos foram classificados com base nos padrões estabelecidos na literatura. No total foram identificadas 62 espécies, reunidas em 32 gêneros e 10 tribos. Os gêneros mais representativos foram Eupatorium com 12 espécies, Mikania com oito, Baccharis com sete, e Vernonia com seis. O gênero Bidens está representado na área de estudo por duas espécies e os demais gêneros com uma única espécie. São apresentadas chaves para identificação dos táxons, além de descrições, ilustrações, comentários sobre características importantes para o reconhecimento e distribuição geográfica. Das 62 espécies estudadas, 26 apresentam hábito herbáceo, 17 são subarbustos, nove trepadeiras, seis arbustos e quatro são árvores. Considerando a freqüência de ocorrência das espécies na área estudada 32,3% foram consideradas raras, 30,6% abundantes, 27,4% comuns e 9,7% pouco freqüentes. A floração ocorreu ao longo de todo o ano, com pico nos meses de setembro e outubro, nos quais 41,9% das espécies apresentaram-se floridas. O padrão de floração mais freqüente foi do tipo anual ocorrendo em 85,5% das espécies. A anemocoria foi predominante, ocorrendo em 77,8% das espécies, a zoocoria e barocoria foram pouco representativas ocorrendo, cada uma, em 11,1% das espécies. O capítulo discóide foi predominante, ocorrendo em 72,6% das espécies, seguido pelo radiado presente em 19,3% das espécies e disciforme em 8,1% das espécies de Asteraceae. Os visitantes florais foram predominantemente borboletas (37,7%), seguido por abelhas (30%), vespas (17,5%), moscas (10%) e beija-flores (5%).
This work consists of the floristic and taxonomic study, as well as reproductive phenology, head morphology, sexual system and floral visitors of species belonging to Asteraceae family in the Center for Research, Training and Environmental Education Mata do Paraíso . Sample collections were carried out biweekly, from September 2004 to September 2005. The collected material was herborized according to usual techniques and included in the VIC herbarium collection of the Plant Biology Department, Federal University of Viçosa. The species were classified using the specialized literature and consultation to the herbarium and specialists. The flowering time (presence of floral buds and open flowers) and fruit set (diaspores in dispersion phase) of the studied species were reported biweekly. The heads were stored in 70% alcohol for morphological analysis. Flowering and head morphology were classified through patterns established in the literature. In total, 62 species from 32 genus and 10 tribes were identified. The most representative genera were Eupatorium with 12 species, Mikania with eight, Baccharis with seven, and Vernonia with six. The genus Bidens is represented in the study area by two species, and the others by only one species. Keys for taxon identification are presented, as well as descriptions, illustrations, commentaries on important characteristics for the identification and geographic distribution. Of 62 studied species, 26 were herbaceous, 17 subshrubs, nine lianas, six shrubs and four trees. Regarding the frequency of occurrence in the studied area, 32.3% species were considered rare, 30.6% abundant, 27.4% common and 9.7% little frequent. Flowering occurred throughout the year, with peaks in September and October, in which 41.9% of the species were flowering. The most frequent pattern was annual flowering, occurring in 85.5% of species. Anemochory was predominant, occurring in 77.8% of the species, zoochory and chyropterochory were little representative, each one occurring in 11.1% of species. The discoid head was predominant, occurring in 72.6% of species, followed by radiated in 19.3% and disciform in 8.1% of the species from Asteraceae. Flower visitors were predominantly butterflies (37.7%), followed by bees (30%), wasps (17.5%), flies (10%) and hummingbirds (5%).

Descrição

Palavras-chave

Asteraceae, Taxonomia, Reprodução, Asteraceae, Taxonomy, Reproduction

Citação

FERREIRA, Silvana da Costa. Asteraceae Martinov. in a forest fragment, Viçosa, Minas Gerais, Brazil: floristic and reproductive aspects. 2006. 156 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.

Coleções

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por