Tetranychus evansi evades plant defence

Imagem de Miniatura

Data

2013-06-21

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Ácaros fitófagos podem induzir ou suprimir as defesas da planta. A maioria das linhagens da espécie Tetranychus urticae induz as defesas reguladas pela rota do ácido jasmônico (JA) e ácido salicílico (SA) e essa indução tem sido correlacionada com a diminuição do desempenho reprodutivo de ácaros em plantas de tomate. Diferentemente, o ácaro vermelho Tetranychus evansi suprime as defesas reguladas pelas rotas do JA e SA e essa supressão se correlaciona com o aumento do desempenho dos ácaros de ambas as espécies. Isso significa que o desempenho reprodutivo de T. urticae e T. evansi é maior em folhas de tomate que foram previamente atacadas pelo ácaro supressor. Além disso, T. evansi produz uma densa teia sobre suas colônias, provavelmente para evitar competidores. Considerando que T. evansi suprime as defesas da planta, essa supressão pode ser vantajosa não apenas para os indivíduos de uma mesma espécie, mas também para outros herbívoros, principalmente quando essa supressão ocorre sistemicamente e em partes da planta não cobertas pela teia. Do mesmo modo, a indução de defesas pelo T. urticae pode afetar negativamente outros herbívoros. Portanto, nesta tese foi investigado se T. evansi suprime e T. urticae induz as defesas diretas de plantas de tomate apenas no local de ataque ou sistemicamente em partes não atacadas. Como resultado, foi encontrado que T. evansi manipula as defesas principalmente no seu local de ataque, porque o seu desempenho foi afetado apenas nos folíolos atacados e não foi afetado nos folíolos adjacentes. Portanto, sugere-se que estas duas estratégias (a produção da teia e a supressão das defesas de plantas apenas no seu local de ataque) podem evitar que outros herbívoros se beneficiem da supressão de defesa da planta promovida pelo T. evansi. Além disso, nesta tese foi também demonstrado que T. evansi manipula a indução de defesas diretas de outra planta, o feijão (Phaseolus vulgaris). Essa manipulação de defesas por T. evansi em plantas de feijão parece beneficiar T. urticae, pois o mesmo teve seu desempenho reprodutivo aumentado em folhas infestadas juntamente com o T. evansi. Devido às semelhanças desses resultados com resultados anteriores de supressão utilizando plantas de tomate, possivelmente, a capacidade de T. evansi de suprimir as defesas da planta é uma estratégia utilizada por esse herbívoro em várias plantas e não apenas no tomate e no feijão. Finalmente, tem sido sugerido que a supressão de defesas poderia beneficiar a planta e não o herbívoro. Isso, porque os inimigos naturais são na maioria das vezes sensíveis aos compostos produzidos pela planta como defesas diretas, e, portanto, a supressão dessas defesas pode beneficiar os inimigos naturais. Ou seja, é possível que a supressão das defesas por T. evansi e a indução por T. urticae afete os próprios herbívoros e seus inimigos naturais. Portanto, foi também investigado como a indução de defesas reguladas pela rota do JA ocasionada pelo ácaro T. urticae e a supressão pelo T. evansi podem afetar seu desempenho reprodutivo e o desempenho de seu ácaro predador, o Phytoseiulus longipes. Os resultados demonstram que o desempenho reprodutivo dessas duas espécies de ácaros e do ácaro predador foi afetado negativamente pelas defesas reguladas pela rota do JA. Além disso, os predadores preferem se alimentar de ovos provenientes de presas que se alimentaram em plantas sem o JA do que ovos provenientes de plantas com JA. Isso sugere que a supressão de defesas por T. evansi pode tornar seus ovos mais vulneráveis à predação. Portanto, ainda é uma questão em aberto, se a supressão das defesas de plantas por este ácaro é uma boa estratégia ou não. O objetivo desta tese foi obter maior clareza quanto aos custos e benefícios da supressão de defesa de plantas pelo T. evansi em comunidades seminaturais, conectando ecologia e biologia molecular. Reunir essas duas áreas de pesquisa tradicionalmente separadas dentro da comunidade científica visa fornecer novas perspectivas sobre como produzir e utilizar tomates geneticamente modificados e como manipular inimigos naturais, favorecendo assim o controle de pragas na agricultura.

Descrição

Palavras-chave

Plant defence, Predation, Tomato, Suppression, Induction, Defesa da planta, Predação, Tomate, Supressão, Indução

Citação

ATAÍDE, Lívia Maria Silva. Tetranychus evansi se evade da defesa da planta. 2013. 128 f. Tese (Doutorado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.

Coleções

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por