Uma arquitetura para contribuição geográfica voluntária em infraestruturas de dados espaciais: um estudo de caso do município de Viçosa

Imagem de Miniatura

Data

2010-12-06

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Para uma gestão municipal eficaz, a administração pública precisa conhecer a realidade local e a sua infraestrutura. Para isso, a informação geográfica e o uso de geotecnologias são fundamentais, pois apoiam as várias ações realizadas no município. Neste contexto, as Infraestruturas de Dados Espaciais favorecem a criação, distribuição, interoperabilidade e gestão da informação espacial, permitindo maior conhecimento sobre o território. Contudo, o processo de aquisição e atualização dos dados geográficos tem passado por mudanças nos últimos anos, em razão do elevado custo na execução dessas atividades por parte das agências de mapeamento. Tem se estabelecido, então, o fenômeno da Informação Geográfica Voluntária, que corresponde à informação geográfica gerada pelo usuário e que combina elementos da Web 2.0, Inteligência Coletiva e Neogeografia. Pesquisas baseadas no fenômeno da Informação Geográfica Voluntária e que demonstram a possibilidade de obtenção de novos dados geográficos por meio da participação voluntária, foram analisadas. Entretanto, não foram encontrados trabalhos, que abordam a contribuição geográfica voluntária, que influenciam o processo de expansão dos dados de uma infraestrutura espacial independente do domínio. O objetivo desta dissertação é prover mecanismo colaborativo que receba informação geográfica, por meio da participação voluntária. Esse mecanismo compreende um sistema, que recebe colaboração voluntária sobre os dados de uma infraestrutura espacial, apoiado por recursos e princípios da Web 2.0. Para comprovar a viabilidade do sistema proposto, foram realizadas algumas simulações, por meio de um estudo de caso, no contexto de uma Infraestrutura de Dados Espaciais, voltada para o município de Viçosa, MG. Essas simulações geraram resultados e demonstraram a eficiência do sistema proposto em receber as contribuições dos usuários.
For an effective municipal government the public administration needs to know the local situation and infrastructure. For this, the geographic information and use of geotechnologies are fundamental, because they support the various actions undertaken in the city. In this context, Spatial Data Infrastructures further the creation, distribution, interoperability and management of spatial information, allowing a better knowledge of the territory. However, the process of acquisition and update of spatial data has undergone changes in recent years due to the high cost in carrying out these activities by mapping agencies. It has been established then, the phenomenon of Volunteer Geographic Information, which corresponds to geographic information generated by the user and which combines elements of Web 2.0, Collective Intelligence and Neogeography. Research based on the phenomenon of Volunteer Geographic Information and which demonstrating the possibility of obtaining new spatial data through the voluntary participation were analyzed. However, no studies were found that approach the contribution that voluntary geographic influence the expansion process of spatial data infrastructure of a domain independent. The objective of this dissertation is to provide a collaborative mechanism that receives geographical information through voluntary participation. This mechanism comprises a system that receives data on the voluntary cooperation of a spatial infrastructure supported by resources and Web 2.0 principles. To prove the feasibility of the proposed system, some simulations were carried out through a case study in the context of a Spatial Data Infrastructure at Viçosa City, Minas Gerais State. These simulations generated results and demonstrate the effectiveness of the proposed system to receive contributions from users.

Descrição

Palavras-chave

Infraestruturas de dados espaciais, Informação geográfica voluntária, Arquitetura de software, Spatial data infrastructures, Geographic information voluntarily, Software architecture

Citação

MIRANDA, Thiago Silva. An architecture for voluntary geographical contribution in spatial data infrastructures: a case study of Viçosa. 2010. 75 f. Dissertação (Mestrado em Metodologias e técnicas da Computação; Sistemas de Computação) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.

Avaliação

Revisão

Suplementado Por

Referenciado Por